© 2019 Seconda Prattica Coro e Orquestra

Seja bem vindo!

Sobre nós

A Seconda Prattica (segunda prática em uma tradução literal do italiano) é um coletivo orquestral e vocal que se preocupa em não apenas apresentar a música com uma estética diferente, com uma segunda prática – uma segunda opinião ou segunda possibilidade de interpretar as ideias do compositor e do período em que a peça foi escrita – mas que também adotou essa mesma forma de pensar música no momento de organizar o grupo, quebrando paradigmas nas relações interpessoais e na maneira de lidar com os desafios que delas se apresentam.

Em comum, seus músicos têm uma formação musical sólida, qualidade técnica apurada e dedicação necessárias para fazer música de maneira a cativar o público durante as apresentações. Contudo, a principal característica do coletivo é sua segunda prática em relação ao status quo vigente no que tange à discriminação por diferenças de cor da pele, idade, opção sexual e religião. A mescla de músicos de díspares ascendências, fases, preferências sexuais e crenças, confere à Seconda Prattica um modo coerente de tratar e conviver com as diferenças, contribuindo, ao mesmo tempo, para que suas interpretações artísticas transcendam o escopo de meras apresentações técnicas em atuações com conteúdo emocional e sensibilidade necessárias para mostrar que é possível a vida incorporar a arte.

Ale-Músicos-8.jpg
 
 
 

Sobre o Maestro

Moisés Cantos iniciou seus estudos de música com a Profa. Dra. Sandy Simmons, trompista e compositora norte americana e cursou, além da regência, licenciatura em música.

Como professor de música, atua na área acadêmica e em projetos de Organizações da Sociedade Civil, sempre com o foco no desenvolvimento completo de alunos, tendo a música como uma importante ferramenta para o desenvolvimento social.

Atualmente rege a Orquestra de Câmara da PUC-Campinas, Orquestra Sinfônica de Bragança Paulista, Seconda Prattica Orquestra e a Camerata Jovem de Campinas.

Suas publicações incluem um trabalho de pesquisa desenvolvido em Escola da Rede Pública de Ensino sobre a importância da música no desenvolvimento dos alunos (acesse o artigo clicando aqui).

O artigo foi publicado pela Global Education Magazine, uma revista trimestral da Organização das Nações Unidas que aborda questões como educação, violência, pobreza e saúde.

OBP.MAIO19-82.jpg